CSN realiza a SipatMa 2021

CSN realiza a SipatMa 2021

11/10/2021

De 20 a 24 de setembro, a CSN realizou a SipatMa 2021 (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho e Meio Ambiente). Aberto aos colaboradores do Grupo todo, o evento aconteceu no formato online e teve mais de 4600 acessos em seus debates e palestras.

Temas relacionados à saúde, segurança, qualidade e meio ambiente foram trazidos em cada encontro por especialistas. Também foram realizadas algumas ações de prevenção nas unidades da empresa.

“Diante de um cenário conturbado com tantas interpretações sobre questões ambientais e saúde, tivemos uma oportunidade importante de reflexão sobre nossa atuação nesses temas, com o incremento da segurança”, afirma Eduardo Sanches, gerente geral de Saúde e Segurança do Trabalho da CSN.

Uma das ações mais simbólicas e importantes da SipatMa 2021 foi o plantio de centenas de mudas de árvores em diversas unidades do Grupo –  reforçando o compromisso CSN com o Meio Ambiente.

“A realização da SipatMA mostra que a Segurança do Trabalho e o Meio Ambiente caminham juntos na construção de um ambiente de trabalho seguro e sustentável”, finaliza Monica Jaen, gerente geral de Meio Ambiente da CSN.

CSN e Fundação CSN lançam iniciativa para o desenvolvimento profissional de educandos do Projeto Garoto Cidadão

CSN e Fundação CSN lançam iniciativa para o desenvolvimento profissional de educandos do Projeto Garoto Cidadão

07/10/2021

Em parceria com a Fundação CSN, a CSN acaba de lançar uma iniciativa para aumentar as oportunidades de desenvolvimento profissional e contribuir com a empregabilidade dos educandos do Projeto Garoto Cidadão. É o Projeto Mentoria Cidadã.

Idealizado para apoiar jovens com menos oportunidades para o mercado de trabalho, o projeto prevê um acompanhamento próximo com profissionais da CSN que ocupem cargos de liderança e estejam dispostos a compartilhar conhecimentos e experiências. De forma voluntária, durante quatro meses eles terão encontros virtuais com os jovens.

“Acreditamos que investir nos jovens através da educação é fundamental para o desenvolvimento da sociedade. O Projeto Mentoria Cidadã reforça o nosso compromisso com a equidade, proporcionando maiores oportunidades de empregabilidade. É uma iniciativa do presente que muda o futuro e reflete nossa essência na prática”, explica Leonardo de Abreu, diretor de Gente e Gestão do Grupo CSN.

Fundação CSN celebra seus 60 anos e redefine sua marca

Fundação CSN celebra seus 60 anos e redefine sua marca

14/09/2021

No mesmo ano em que a CSN comemora 80 anos, a Fundação CSN celebra seis décadas de atuação, marcadas pela execução de projetos e programas que estão conectados diretamente com a missão e a essência da CSN.

Aproveitando este marco, a Fundação passou por um processo de redefinição de sua marca e forma de se comunicar, para deixar mais evidente o seu propósito de transformar vidas e comunidades, pautado nos eixos de atuação: educação, cultura, articulação e curadoria.

Responsável pelas ações sociais do Grupo CSN, a Fundação tem como propósito transformar vidas e comunidades por meio dos pilares que sustentam a sua atuação: educação, cultura, articulação e curadoria. Está presente em seis estados, com atuação direta em 27 municípios e também com editais de abrangência nacional.

Para mais informações, acesse o site da Fundação CSN: https://www.fundacaocsn.org.br/

Programa de Diversidade da CSN vence Prêmio Faz Diferença

Programa de Diversidade da CSN vence Prêmio Faz Diferença

10/08/2021

Iniciativa organizada pela Firjan, em Parceria com o Jornal o Globo, premiou a empresa na Categoria Desenvolvimento do Rio.

As iniciativas promovidas pela CSN para aumentar a diversidade na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, conquistaram o Prêmio Faz Diferença, na categoria desenvolvimento do Rio.  O Programa Diversidade tem o objetivo de criar um ambiente inclusivo, fortalecendo o respeito a todos os trabalhadores, além de criar iniciativas que favoreçam o desenvolvimento para a equidade de oportunidades. Os destaques foram o aumento da representatividade de mulheres na Siderurgia e a capacitação dos grupos (Gênero e Raça).

Segundo Anderson Castro, Gerente de Gente e Gestão Siderurgia, a Usina Presidente Vargas alcançou resultados importantes, como, por exemplo, o aumento de 7,5% em 2018 para 10,4% de representatividade de gênero em 2020.

O anúncio dos vencedores de todas as categorias foi feito no último sábado (31/7) no suplemento especial sobre o Faz Diferença, no jornal O Globo – Clique aqui para ler a matéria. A premiação acontecerá no dia 25/8, na Casa Firjan (Rio de Janeiro).

Milton Picinini Filho, Diretor Executivo de Produção Siderurgia, destaca o orgulho em receber esse prêmio, que é resultado de um trabalho coletivo da companhia em promover um ambiente acolhedor para a diversidade, e representa uma quebra de paradigma em uma indústria pesada como a siderúrgica.

A empresa que está completando 80 anos, também assinou o Pacto Global com a ONU para implantação das práticas ESG (sigla em inglês para aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa) em todo o grupo.

– A diversidade e a Inclusão fazem parte da nossa história, da nossa natureza e está no centro da estratégia ESG do Grupo CSN. Acreditamos na inclusão como um mecanismo de transformação da sociedade e aceleração do nosso negócio – comemora Alan Ricieri Gianotti, Gerente de Diversidade e Inclusão da CSN.

Sobre o Prêmio

Em sua 18º edição, a iniciativa é uma parceria da Federação das Indústrias do Estado do de Janeiro (Firjan) com o jornal O Globo e premiou as organizações que trabalharam uma visão estratégica do negócio, integrando a dimensão social com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável do estado do Rio de Janeiro.

Os projetos implementados pelas empresas indicadas foram realizados em 2020 e estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

CSN publica seu Relato Integrado 2020

CSN publica seu Relato Integrado 2020

09/08/2021

A CSN acaba de publicar seu Relato Integrado referente ao ano de 2020. No material, podem ser encontrados os resultados dos cinco negócios do Grupo – siderurgia, mineração, cimento, logística e energia.

Destaca-se a evolução da CSN em diversos índices voltados às questões de ESG. Entre os indicadores, um dos mais expressivos foi a redução na intensidade das emissões de gases de efeito estufa (escopos 1 e 2) em 8% por tonelada de aço produzida na Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda. O dado se aproxima da meta de 10% prevista apenas para 2030.

Além da redução nas emissões, outro ponto positivo reportado no Relato Integrado abrange a diminuição em 8,3% do volume total de água retirada, em 2020, em todas as áreas de atuação do Grupo CSN, em comparação a 2019. Com o recorte da Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda, a redução no volume de água alcança 70% nos últimos 20 anos.

Os avanços são grandes também no diz respeito à segurança operacional, na qual a companhia conquistou, em 2020, a redução de 18,3% em acidentes em relação a 2019. Trata-se da melhor taxa dos últimos sete anos. “Eu vejo a CSN em seu melhor momento em todos os aspectos. Temos uma empresa muito mais moderna, com uma agenda que se baseia na inovação, nas boas práticas ambientais, na melhor forma de tratar os seus colaboradores, sua mão de obra. Tudo isso leva a gente para uma perenidade que é o esperado para uma companhia desse tamanho, com os ativos que a gente tem. E tudo isso reflete internamente”, explica Helena Brennand Guerra, Diretora de Sustentabilidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho da CSN.

Clique aqui e acesse o Relato Integrado 2020.

Grupo CSN recebe turmas de capacitação exclusiva para mulheres e PCDs em unidades da Mineração e Siderurgia

Grupo CSN recebe turmas de capacitação exclusiva para mulheres e PCDs em unidades da Mineração e Siderurgia

27/07/2021

Nas últimas semanas, a CSN Mineração recebeu mais de 120 novos colaboradores por meio do Programa Capacitar 2021. Mas o grande diferencial da iniciativa é que todas as posições são exclusivas para mulheres e pessoas com deficiência (PCDs), com atuação nas áreas operacional e de manutenção.

 

O mesmo acontece na CSN Siderurgia, que iniciou um processo de 200 vagas para a contratação exclusiva de mulheres e pessoas com deficiência. Esses profissionais serão admitidos em setembro e dezembro de 2021, nas áreas de manutenção, operacional e ferroviária.

 

A capacitação dos novos colaboradores tem sido feita de forma virtual e também por encontros presenciais, quando necessário, com todos os protocolos de saúde e segurança que o momento exige.

 

A iniciativa, que faz parte de uma parceria entre a CSN, Fundação CSN e o SENAI, tem o objetivo de promover e oferecer condições de acesso e profissionalização que garantam a igualdade de oportunidades e valorizem a diversidade no mercado de trabalho.

 

“Acreditamos que o processo sustentável de inclusão acontece por meio da educação. Valorizar e intensificar o Capacitar é criar oportunidades e principalmente equidade para todos”, explica Alan Ricieri Gianotti, gerente de Diversidade e Inclusão do Grupo CSN.


CSN Inova investe em startup focada no desenvolvimento de grafeno

CSN Inova investe em startup focada no desenvolvimento de grafeno

30/06/2021

Com a mesma ousadia que, há oitenta anos, transformamos a história da indústria nacional, reafirmamos orgulhosos nossa posição de protagonismo e inovação com um anúncio que está movimentando o mercado: a CSN INOVA, liderada por Felipe Steinbruch, por meio do veículo de investimentos CSN Inova Ventures, investiu na 2DM, uma startup de Singapura focada em grafeno. Fundada pelos brasileiros Ricardo Oliveira e Antonio H. Castro Neto, a 2DM tem em seu board Konstantin Novoselov, ganhador do Nobel de Física em 2010 pelo seu trabalho com o material que promete revolucionar o futuro da indústria. Confira a entrevista de Gabriela Toribio, Gestora da CSN Inova Ventures, e José Noldin, Head de Estratégia de Tecnologia da CSN Inova, em matéria publicada no Brazil Journal.  

MOVER assume compromisso de 10 mil novas posições para negros em liderança e capacitação para 3 milhões de pessoas até 2030

MOVER assume compromisso de 10 mil novas posições para negros em liderança e capacitação para 3 milhões de pessoas até 2030

10/06/2021

São Paulo, 8 de junho de 2021 – Atuar de forma conjunta como ferramenta de contribuição e ação no combate ao racismo, por meio de ações para a promoção da diversidade e inclusão que reduzam o cenário da desigualdade racial no Brasil. Este é o propósito do MOVER, Movimento pela Equidade Racial, uma iniciativa que reúne, atualmente, 45  grandes empresas do país e multinacionais em um movimento inédito, que une concorrentes e parceiros de diversos setores da economia, para promover a equidade racial, em um plano de ação que ambiciona gerar 10 mil novas posições de liderança para pessoas negras e gerar oportunidades para 3 milhões de pessoas nos próximos anos por meio de ações práticas.

Formado por Alcoa, Aliansce Sonae, Align, Ambev, Americanas, Arcos Dorados, Atento, Bain & Company, BRF, Cargill, Coca-Cola Brasil, Colgate-Palmolive, CSN, Danone, Descomplica, DHL, Diageo, Disney, EF, General Mills, Gerdau, GPA, Grupo Carrefour Brasil, Heineken, JBS, Kellogg’s, Klabin, Kraft Heinz, L’Oréal Brasil, Lojas Renner, Magalu, Manserv, Marfrig, MARS, Michelin, Mondelëz International, Moove, Nestlé, O Boticário, PepsiCo, Petz, Sodexo, Tenda, Vale e Via, o MOVER, tem como premissa construir juntos. “Nós pretendemos transformar o agora, onde fazer é melhor do que falar e onde ouvir é a melhor forma de aprender. Para mudar o agora, é preciso movimento. Assim como é necessário aproximar todo mundo para essa conversa. As questões raciais não são apenas para pessoas negras, são sobre pessoas brancas também”, declaram os presidentes de todas as empresas participantes no manifesto.

No documento, todas as empresas envolvidas assumem um compromisso público como agentes de transformação para evoluir coletivamente na jornada antirracista, de forma propositiva, com toda a sua cadeia de valor, juntando forças. A união das empresas no MOVER conta com a participação ativa dos CEOs na tomada de decisão e visa acelerar os processos de transformação existentes nas companhias integrantes e impactar efetivamente a sociedade. Para isso, o movimento busca agregar mais empresas interessadas em juntar-se à iniciativa para ampliar as ações e debates e que queiram aprender e compartilhar experiências e boas práticas e transformar o hoje para um amanhã melhor.

Pautado por ações transversais, o movimento envolve processos, estruturas, mudança cultural e investimentos em capacitação, treinamento e geração de empregos e metas progressivas até 2030, por meio de três pilares: Liderança, Emprego e Capacitação e Conscientização.

3 milhões de pessoas beneficiadas e 10 mil negros em posições de liderança até 2030

No pilar Liderança, o compromisso do MOVER é trabalhar para a criação de 10 mil novas posições para negros em cargos de liderança (Supervisão, coordenação, gerência, diretoria e C-levels) até 2030, por meio de modelos inclusivos de recrutamento e desenvolvimento. No campo de Emprego e Capacitação, as ações planejadas têm como meta gerar oportunidade para 3 milhões de pessoas, por meio da oferta de cursos, apoios e networkings com empreendedores negros, entre outras ações. Já no pilar Conscientização, o Movimento pretende ser uma plataforma e ferramenta de apoio na meta de ter uma população conscientizada quanto ao racismo, com comunicação em mídias e pontos de venda, além de desenvolver o Guia de Comunicação, atuando em toda a cadeia de valor.

O grupo empregará o potencial de impacto com colaboradores – juntas, as 45 empresas empregam 1,2 milhão de pessoas – para realizar iniciativas importantes dentro e fora das empresas, exercendo impacto em diversos segmentos da sociedade, como educação, empreendedorismo e geração de emprego e renda. Uma das ações internas do MOVER é criar princípios orientadores com ações transversais, envolvendo processos, estruturas e mudança cultural.

O MOVER conta com as parcerias das consultorias Bain & Company e Barbosa, Raimundo Gôntijo Câmara Advogados e das agências de relações públicas e conteúdo InPress Porter Novelli e Oliver Press.

O manifesto completo e informações sobre as três frentes da iniciativa estão disponíveis no hotsite do MOVER (www.somosmover.org).

Sobre o MOVER

O MOVER – Movimento pela Equidade Racial – é um movimento formado por 45 empresas de diversos segmentos, com o objetivo de gerar uma transformação em prol da equidade racial e combate ao racismo, agindo de forma conjunta e propositiva com toda nossa cadeia de valor perante a sociedade. O movimento está pautado em três pilares: Liderança, com a meta de alcançar 10 mil novas posições para negros em cargos de decisão até 2030; Emprego e Capacitação, gerando oportunidades para 3 milhões de pessoas com a oferta de cursos e conexão com pessoas empreendedoras negras; e Conscientização, sendo uma ferramenta de apoio na meta de termos uma população mais consciente quanto ao racismo.

Atualmente composto por Alcoa, Aliansce Sonae, Align, Ambev, Americanas, Arcos Dorados, Atento, Bain & Company, BRF, Cargill, Coca-Cola Brasil, Colgate-Palmolive, CSN, Danone, Descomplica, DHL, Diageo, Disney, EF, General Mills, Gerdau, GPA, Grupo Carrefour Brasil, Heineken, JBS, Kellogg’s, Klabin, Kraft Heinz, L’Oréal Brasil, Lojas Renner, Magalu, Manserv, Marfrig, MARS, Michelin, Mondelëz International, Moove, Nestlé, O Boticário, PepsiCo, Petz, Sodexo, Tenda, Vale e Via, o MOVER segue em busca de unir forças com mais empresas e parceiros para acelerar e alcançar a equidade racial.

Contatos Assessoria de comunicação

InPress Porter Novelli

mover@inpresspni.com.br

Tel.: 55 11 3323-3798/ 55 11 3323-1541

Oliver Press

mover@oliverpress.com.br

Cel.: 55 11 96023-3615/ 55 11 99996-7938

CSN participa de sua primeira reunião como membro do CDP Benchmark Club

CSN participa de sua primeira reunião como membro do CDP Benchmark Club

24/05/2021

A CSN acredita na gestão responsável e transparente dos recursos naturais com os quais suas operações interagem. Anualmente, uma das formas que a Companhia utiliza para comunicar suas práticas e dados de desempenho ambiental a seus stakeholders é o reporte ao CDP (Disclosure Insight Action).

O CDP é uma organização que mobiliza investidores, companhias e governos com o intuito de construir e acelerar ações colaborativas para um desenvolvimento que funcione para as atuais e futuras gerações. Uma vez ao ano, o CDP pede a empresas, cidades, estados e regiões que forneçam dados sobre seu desempenho ambiental e transforma esses dados em análises detalhadas sobre riscos, oportunidades e impactos críticos para embasar a tomada de decisões de investidores, empresas e decisores políticos.

A CSN responde aos questionários de segurança hídrica, cadeia de suprimentos e mudanças climáticas, tendo recebido, em 2020, uma melhoria de nota nesta última dimensão – de D para C. E com o intuito de continuar se desenvolvendo na gestão transparente dessas temáticas, a CSN se juntou, em 2021, ao CDP benchmark club.

Essa iniciativa oferece suporte sob medida às empresas na jornada de reporte ao CDP, para que entendam e aprimorem seus dados e gerenciem seus riscos ambientais de forma mais efetiva. Além disso, por meio do compartilhamento de experiências entre empresas-membro e treinamentos, as empresas acessam as melhores práticas de mercado em termos de sustentabilidade.

Em 13/05, o time de Sustentabilidade da CSN compareceu à primeira reunião de membros, como recém-chegada ao grupo.  “Poderemos aprimorar as práticas de gestão sustentável e principalmente fazer benchmarking com empresas do mundo inteiro, nos alinhando às atuais tendências em gestão de riscos climáticos e hídricos, com foco na melhoria da própria gestão corporativa dos temas ambientais.” – afirma a especialista de sustentabilidade Flávia Andreotti, que representou a Companhia no evento.

A agenda com o CDP continua ao longo do ano e a novidade para este ciclo é o reporte individualizado dos dados da CSN Mineração, empresa do Grupo CSN que recentemente passou por um IPO.  

CSN participa do evento de integração da Plataforma Ação pelo Clima do Pacto Global

CSN participa do evento de integração da Plataforma Ação pelo Clima do Pacto Global

07/05/2021

No mês de abril, a Plataforma Ação pelo Clima do Pacto Global das Nações Unidas organizou uma integração para os novos participantes que iniciam suas atividades do ano de 2021. A CSN, que é signatária da iniciativa desde outubro de 2020, marcou presença no evento.

As boas-vindas foram dadas por Dominic Schmal, coordenador da Plataforma, com uma contextualização sobre a representatividade da Rede Brasil do Pacto Global – terceira maior do mundo, com mais de 1100 integrantes – e os impactos que a Ação Pela Mudança do Clima pode exercer sobre os demais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

A importância de incorporar os riscos climáticos à tomada de decisão das empresas e sua colaboração com governos e outros agentes da sociedade civil foram destacadas como fatores cruciais para mitigar e retardar as mudanças do clima e construir resiliência às mudanças em curso.

“É muito importante fazer parte de uma plataforma como essa para anteciparmos e nos preparamos para as principais tendências nesta temática. A troca com outras empresas que possuem desafios em comum é muito enriquecedora” – afirma Rachel Ávila, Especialista de Sustentabilidade da CSN.

A CSN permanece engajada nesta temática, refletindo a importância estratégica que a Companhia confere à sua Agenda Climática.