CSN publica seu Relato Integrado 2020

09/08/2021

A CSN acaba de publicar seu Relato Integrado referente ao ano de 2020. No material, podem ser encontrados os resultados dos cinco negócios do Grupo – siderurgia, mineração, cimento, logística e energia.

Destaca-se a evolução da CSN em diversos índices voltados às questões de ESG. Entre os indicadores, um dos mais expressivos foi a redução na intensidade das emissões de gases de efeito estufa (escopos 1 e 2) em 8% por tonelada de aço produzida na Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda. O dado se aproxima da meta de 10% prevista apenas para 2030.

Além da redução nas emissões, outro ponto positivo reportado no Relato Integrado abrange a diminuição em 8,3% do volume total de água retirada, em 2020, em todas as áreas de atuação do Grupo CSN, em comparação a 2019. Com o recorte da Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda, a redução no volume de água alcança 70% nos últimos 20 anos.

Os avanços são grandes também no diz respeito à segurança operacional, na qual a companhia conquistou, em 2020, a redução de 18,3% em acidentes em relação a 2019. Trata-se da melhor taxa dos últimos sete anos. “Eu vejo a CSN em seu melhor momento em todos os aspectos. Temos uma empresa muito mais moderna, com uma agenda que se baseia na inovação, nas boas práticas ambientais, na melhor forma de tratar os seus colaboradores, sua mão de obra. Tudo isso leva a gente para uma perenidade que é o esperado para uma companhia desse tamanho, com os ativos que a gente tem. E tudo isso reflete internamente”, explica Helena Brennand Guerra, Diretora de Sustentabilidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho da CSN.

Clique aqui e acesse o Relato Integrado 2020.