Energia

Capital Manufaturado
Mapa de atuação

energia-icone

Central Termoelétrica de Cogeração | 100%

Turbina de topo alto-forno 3 | 100%

1 of 3
energia-icone

Usina Hidroelétrica de Igarapava | 17,9%

2 of 3
energia-icone

Usina Hidrelérica de Itá | 48,7%

3 of 3

Capital Manufaturado Mapa de atuação

Clique nos ícones do mapa para ver nossas operações.

Clique nos ícones do mapa para ver nossas operações.

Notas: 1. Nenhuma operação da CSN está localizada em áreas de terras indígenas delimitadas.

Investimos em projetos de geração de energia elétrica para manter a atividade de autoprodução de energia. Nesse sentido, analisamos a viabilidade de novos ativos de geração, com o objetivo de manter a competitividade de nosso custo de produção. Além disso, contamos com uma central termoelétrica, na Usina Presidente Vargas, alimentada por gases de processos da produção siderúrgica e temos participação acionária nas Usinas Hidrelétricas de Itá (SC) e de Igarapava (MG). Clique aqui para ver o fluxo de geração de energia das hidrelétricas e da central termoelétrica da CSN.  

Energia limpa e acessivel

Energia zero carbono

Com apoio da CSN Inova, intensificamos a busca por soluções baseadas na geração de energia renovável. No ano de 2019, 75% de toda a energia que utilizamos foi gerada pelo próprio Grupo CSN, cuja autoprodução é integralmente composta por fontes renováveis. Investimos em projetos de geração de energia elétrica para manter a atividade de autoprodução de energia limpa.

Diversificação da matriz energética

A diversificação da matriz energética foi a impulsionadora do projeto conhecido como TRT (Turbina de Recuperação de Topo), a partir do aproveitamento da energia cinética existente nos gases gerados no alto-forno 3 do processo siderúrgico, com o aumento da geração própria e redução dos impactos ambientais, uma vez que essa energia cinética opera via pressão do gás.

Em 2019, a receita líquida do segmento de energia totalizou R$ 325 milhões, 21% menor em relação a 2018, devido à menor disponibilidade de energia e ao menor preço desse insumo praticado no mercado (PLD – Preço de Liquidação das Diferenças). O EBITDA foi de R$ 47 milhões e a margem EBITDA, de 14,5%.

 

energia-icone ENERGIA Participação
Usina Hidrelérica de Itá | SC 48,7%
Usina Hidroelétrica de Igarapava | MG 17,9%
Central Termoelétrica de Cogeração | RJ 100%
Turbina de topo alto-forno 3 | RJ 100%

Notas: 1. Nenhuma operação da CSn está localizada em áreas de terras indígenas delimitadas.

CSN Energia desenvolve suas atividades de gestão e comercialização de energia em sinergia com a Central de Cogeração Termelétrica instalada na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, além de fazer a gestão direta das participações das usinas hidrelétricas de Itá (SC) e de Igarapava (MG), atuando em diversas atividades no âmbito desses consórcios. A Companhia é uma das maiores consumidoras industriais de energia elétrica do país, o que a coloca em posição de destaque ao lado de outros grandes grupos eletrointensivos.

A CSN Energia é responsável pela interface entre as necessidades que envolvem o consumo de energia elétrica das unidades industriais do Grupo e os agentes do setor (Ministério de Minas e Energia (MME), Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Operador Nacional do Sistema (ONS), Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), transmissoras, distribuidoras etc. Além disso, representa os interesses do Grupo CSN em associações setoriais como a Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (ABRACE) e Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia (ABIAPE).

Em 2000, a CSN Energia obteve autorização da ANEEL para comercializar energia no âmbito do Mercado Livre de Energia (MAE), atualmente denominado CCEE. Essa autorização possibilitou a atuação da CSN Energia também com o mercado externo, a partir da comercialização de sobras e déficits de energia com terceiros.

Saiba mais

Capacidade anual instalada

Nota: 1. A Central Termoelétrica de Cogeração, na UPV, utiliza gases residuais da produção siderúrgica como combustível para geração de energia elétrica.

Fontes 100% renováveis

Desde 1999, investimos em projetos de geração de energia elétrica, para manter a atividade de autoprodução de energia. Além disso, realizamos com frequência a prospecção e análise de viabilidade de novos ativos de geração, com o objetivo de garantir a competitividade do curso de produção.

A autogeração de energia teve um salto significativo a partir de 2018 no consumo total de energia elétrica. Enquanto, em 2017, a produção própria proveniente das usinas hidrelétricas de Igarapava, Itá e da TRT – fontes 100% renováveis – correspondia a 59,5% do nosso consumo de energia elétrica, esse percentual passou para 81,1% e 75,5%, respectivamente, em 2018 e 2019.

Meio Ambiente